Nódoas de difícil remoção

Existem nódoas causadas por elementos que à partida parecem ser fáceis de eliminar e que afinal causam uma autêntica dor de cabeça. De certo já se deparou com este cenário. Deixamos-lhe algumas dicas para poder dar tratamento a essas nódoas tão específicas e incómodas.

agua1) Nódoas de Água – as nódoas de água nos tecidos resultam do depósito de minerais. Raspe suavemente com a unha para os remover. Se este procedimento não resultar, mantenha o tecido sobre o bico de uma chaleira durante alguns minutos. De seguida, à medida que vai secando, esfregue a nódoa do exterior para o centro. Atenção: Este tratamento não é adequado para seda ou gaze.
petroleo2) Nódoas de Alcatrão – A essência de terebintina (aguarrás) é o produto mais eficaz para remover nódoas de alcatrão. No entanto, estes produtos podem manchar e deteriorar certos tecidos, pelo que a sua utilização não deve ser feita de forma indiscriminada. Antes de utilizar o produto adequado, raspe o que puder, com cuidado para não danificar o artigo. Depois, numa área não visível do tecido, teste a reação ao produto. Por exemplo se a nódoa de alcatrão for em sapatos, limpe-os com um combustível líquido para isqueiro. Antes de tudo, teste a aplicação numa parte não visível do sapato para garantir que não afeta a cor do mesmo.
bebidas alcoolicas3) Nódoas de Bebidas Alcoólicas – Estas nódoas são provocadas pelos corantes ou açucares incluídos nas bebidas. Mediante o artigo que tiver sofrido esta nódoa, há que ter em atenção os cuidados de limpeza específicos. Por exemplo, em tapetes, alcatifas e estofos, absorva o líquido o melhor possível e salpique as nódoas com água gaseificada. Se persistirem, recorra a um produto de limpeza para tapetes e estofos. As nódoas secas podem ser eliminadas com álcool desnaturado. Atenção: o álcool desnaturado é um produto nocivo e inflamável. Use luvas e afaste-se de fontes de ignição.
cafe4) Nódoas de Café – Estas nódoas são de eliminação especifica de acordo com o tecido onde caiam. Em tecidos laváveis, opte por enxaguar em água tépida e, de seguida, ponha de molho numa solução de detergente com enzimas ou de perborato de sódio. Lave normalmente e use um tira nódoas para remover eventuais vestígios.
cera5) Nódoas de Cera de Velas – Raspe até eliminar o excesso. Coloque um saco de plástico com cubos de gelo sobre a cera para a endurecer e, de seguida, quebre-a. Para remover os vestígios da nódoa, passe a ferro de engomar (não muito quente) sobre um pedaço de papel mata-borrão branco. O papel pardo pode ser outra opção, embora seja menos absorvente. No caso de nódoas de cera de velas coloridas, estas podem ser removidas com um tira nódoas nos tecidos e papel de parede, e com álcool desnaturado no caso dos tapetes e alcatifas.
cola6) Nódoas de Cola e Adesivos – Raspe o adesivo e, em seguida, use um solvente adequado para remover os resíduos. Quando comprar a cola, aproveite também para trazer solvente. Por exemplo, em tapetes e alcatifas, as nódoas de cola branca ou cola tudo podem ser removidas com álcool ou acetona. Para eliminar resíduos de colas com resinas epoxílicas (consulte o rótulo da embalagem de cola) utilize diluente. Para restos de adesivos ou autocolantes use um diluente sintético.
ferrugem7) Nódoas de Ferrugem – Para eliminar estas nódoas em tecidos laváveis, humedeça com sumo de limão (também pode ser usado vinagre, ácido cítrico ou ácido oxálico) e cubra com uma pequena camada de sal fino. Deixe atuar durante uma hora, enxagúe em água fria e lave normalmente. Em tecidos não laváveis, elimine as nódoas resistentes com um produto próprio para remover ferrugem. De seguida passe uma esponja humedecida em água.